NÚCLEO DE PESQUISA EM HISTÓRIA DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DO INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

Endereço: Departamento de História/UFRGS, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Prédio 4331, sala 214, Avenida Bento Gonçalves, 9500 – IFCH, bairro Agronomia, Porto Alegre / RS, 91.509-900.

Telefone: (51) 3308-6625 ou (51) 3308 6631

Email: nph@ufrgs.br

Site: www.ufrgs.br/nph/

Horário de Funcionamento: Manhã: 9h às 12h - Tarde/Noite: 13:30 às 20h.

Obs.: Nas quintas-feiras, excepcionalmente, o expediente no turno da tarde encerra às 18:00.

Finalidade do Arquivo: O NPH é vinculado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O NPH desenvolve pesquisas e coloca à disposição do público os seus acervos documentais, composto de fundos e coleções de fontes históricas de pesquisa.

Serviços Prestados: O acesso ao acervo documental é público e gratuito. É possível consultar toda a documentação guardada no Núcleo de Pesquisa em História da UFRGS. Caso, eventualmente, os documentos solicitados estejam recolhidos para procedimentos de conservação, o consulente será informado por ocasião da solicitação. Fundos e coleções ainda não inventariados também podem ser consultados. Para um atendimento mais eficiente, sugere-se que o usuário agende sua consulta.

Um dos conjuntos documentais preservados e disponibilizados pelo Núcleo de Pesquisa em História da UFRGS é o Fundo Edmundo Gardolinski.Filho de imigrantes poloneses, Edmundo Gardolinski nasceu no Paraná em 1914 e veio para o Rio Grande do Sul em 1941, como engenheiro responsável pela Construção da Vila IAPI, em Porto Alegre. Foi casado com Zenóbia (Zênia) Gardolinski, com quem teve três filhos: Edmundo Gardolinski Júnior, André Henrique e Stella Maria. Ele se dedicou ao estudo da história da colonização e da imigração polonesa, visitando pessoalmente os núcleos de imigrantes poloneses no Brasil, realizando entrevistas e coletando documentação. Publicou inúmeros artigos no Brasil e no exterior.O fundo, com aproximadamente 73 mil páginas em português e polonês, é constituído por artigos, discursos, folhetos, correspondências, prospectos, recortes e edições de jornais e revistas, além do acervo fotográfico e da biblioteca pessoal de Gardolinski. O conjunto de fotografias registra a construção da Vila IAPI, a vinda e o estabelecimento de imigrantes poloneses para o Brasil, o cotidiano agrário e o pequeno comércio de cidades do interior gaúcho. Foram produzidas entre o fim do século XIX e a década de 1960.

 

 

© 2020 - REALIZAÇÃO

 

Criado com Wix.